Milésima tentativa de criar um diário. O nome permanece o mesmo. Quando você pensa, Deus sabe, Quando você fala (escreve) , o capeta escuta. Meu sempre dizia isso.

Ridiculamente, continuo achando que esse diário pode me render alguma coisa. Não escrevo para atingir autoconhecimento, para manter o hábito de escrever, penso em publicar essa merda e, algum dia, alguém irá ler e me alçar ao estrelato que sei que mereço.

O medo da morte me acompanha, dia e noite. Patético. Dia e Noite, noite e dia.

Minha vida é uma repetição do que já vivi. Ou não. Às vezes muda, às vezes não. À noite, posso ter um tempo para mim mesmo. Essa ânsia por solidão deve ser de família. Será que estou virando meu pai? Espero que não. Tenho que lutar contra isso.

Depois de jogar videogame, voltei a ler Phillip Roth. Que grande escritor. Estou na pegada de, se algo está fluindo, faço. No começo do ano, li freneticamente. Agora leio esporadicamente, porém jogo videogame freneticamente. No último mês, só joguei videogame. Depois a vontade passa. Vejo esportes para zerar os pensamentos. Falas desconexas. Escrevo.

É isso aí! Quer ajudar meu trabalho, confira meu livro “A Filha do Oeste” por 1,99 na amazon

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s