SUPER LANÇAMENTO

O romance Catorze Domingos é uma autoficcção psicodélica que mistura a realidade vivida durante os seis anos de faculdade com as experiências onírucas induzidas pelo álcool e pela literatura. Em uma narrativa coming of age, descobrimos que não só os eventos acontecidos, mas também os imaginados moldam quem somos e, principalmente, nossa percepção de nós mesmos. Em uma narrativa repleta de referências literárias e cinematográficas, acompanhamos o protagonista durante sua jornada de aprendizado na univerdade, um aprendizado feito em sala de aula, livros e, principalmente, nas pordas dos sonhos. Passeamos por uma Curitiba feérica, encontramos alter-egos de Herman Hesse, Henry Miller, e Albert Camus, que guiam o autor romo ao autoconhecimento.

Ilustrações do incrível Ezekiel Moura

… olhei para o céu, o céu enevoado e peculiar de Curitiba. Uma novem em formato de uma pesada mulher gorda sentada em uma cadeira de balanço parecia se emoldurar em três dimensões e direcionar seu olhar inquisidor (no sentido católico da palavra) para mim.

Ela retirou a parte de cima de sua vestimenta, jogou-a para cima e imediatamente seu top se diluiu em vermelho no ar.

… Porém você enfiar um bisturi na cabeça de um anima e foder seu sistema nervoso para vê-lo fazer os movimentos automáticos que o tronco cerebral coordena tem que ter uma pitada de crueldade.

Se liguem nas minhas redes sociais, grandes promoções vêm por aí!